Adega Ponte da Barca e Arcos de Valdevez apresenta uma das melhores colheitas dos últimos 25 anos, nomeadamente nos Vinhos Verdes Tintos da afamada casta Vinhão.

Uma vindima precoce, aliada às excelentes condições climatéricas nos vales do Lima e do Vez no ano de 2020, proporcionaram, nas palavras do responsável da enologia da Adega Cooperativa de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez, “um dos melhores vinhos Vinhão dos últimos 25 anos”.

Se 2020 fica marcado pela pandemia da COVID-19 e por todas as condicionantes sociais e económicas a lamentar, a Adega Cooperativa de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez tem, afortunadamente, bons motivos para recordar este ano. Para além de fechar 2020 com um crescimento das vendas na ordem dos 19,5% − reforçando a exportação −, teve uma excelente colheita, sobretudo nas suas castas principais Loureiro e Vinhão, permitindo chegar ao mercado em 2021 com vinhos muito aromáticos, vibrantes e prazerosos.

Nas palavras de José Oliveira, responsável da enologia desta Adega do Alto Minho «O ano vitivinícola começou fresco e chuvoso, mas julho foi muito quente e seco. Por oposição, agosto começou ameno e com alguma precipitação, fundamental para devolver o equilíbrio hídrico às vinhas. No período final da maturação, as temperaturas elevadas com boa amplitude térmica, conferiram uma diferenciada componente aromática às uvas e generosa concentração, sobretudo no Loureiro e Vinhão. A natureza permitiu ainda uma vindima adiantada, escapando às chuvas de final de setembro».

A Adega guardou para a Páscoa o lançamento seu vinho mais excêntrico da gama Vinhão: o Espumante Tinto Vinhão Bruto. É um espumante extravagante, que encerra toda a potência aromática dos vinhos da casta Vinhão aliada à finesse da espumantização. Exótico, com aromas a frutas do bosque bem maduras e excelente frescura. Ideal para os pratos de cabrito e a gastronomia da época festiva que se avizinha, bem como para o incontornável leitão e outros pratos crocantes.

O responsável da enologia da cooperativa minhota referiu que «o Vinhão da Adega Ponte da Barca e Arcos de Valdevez, reconhecido como uma referência nos tintos da Região dos Vinhos Verdes, este ano está particularmente extraordinário, provavelmente o melhor dos últimos 25 anos em que trabalho na Adega». Acrescentou ainda «a vinificação cuidada e com poucas intervenções na adega por respeito à uva, criaram vinhos genuínos, de enorme carácter, que refletem as condições naturais dos vales dos rios Lima e Vez de onde provêm as uvas dos cerca de 1.000 associados que representam os 1.200 ha de vinha que a Adega orgulhosamente cuida e transforma em vinho. Grande parte deste mérito é dos nossos viticultores, que há décadas tratam das vinhas com carinho e nos confiam as suas uvas».

 

 

Bruno Almeida, diretor de marketing da Adega Cooperativa de Ponte da Barca e Arcos de Valdevez aproveitou este lançamento para informar que «O Adega Ponte da Barca Vinhão Premium foi o primeiro vinho da colheita 2020 a ser lançado no mercado, como habitualmente para o S. Martinho, tendo surpreendido, desde logo, os seus apreciadores pela extraordinária qualidade. No arranque de janeiro foi apresentado o Adega Ponte da Barca Tinto e agora com o Espumante Naperão Vinhão Bruto fica encerrada a coleção “Naperão”, que faz parte do rebranding da marca, iniciado em 2019. Os “naperões” vestem todas as garrafas da marca Adega Ponte da Barca, homenageando a cultura portuguesa dos anos 60 e 70, com um símbolo do afeto português, celebrando o orgulho que temos nas nossas origens, pois a nossa assinatura de marca é “A Origem Conta”.», afirmou

 

Descubra já a excecionalidade da colheita 2020, com um desconto de 20% no Pack Vinhão !

Aproveite para partilhar com a família, clique na imagem abaixo para ser automaticamente direcionado para a  loja online. 

 

Deixe uma resposta