CASTAS BRANCAS

Cultivada em grande parte da Região Demarcada, é uma casta com um já longo historial e uma das principais responsáveis, nas últimas décadas, pela afirmação dos vinhos verdes brancos. Aromaticamente exuberante, considera-se, a par do Moscatel, a mais perfumada das castas portuguesas, sugerindo loureiro (e daí lhe virá o nome), tília, acácia, laranja e pêssego. Tal como acontece com o Alvarinho, o Loureiro é uma casta de grande tipicidade, usada também em vinhos de casta única. As suas excepcionais qualidades aromáticas constroem, com outras uvas da região, alguns dos melhores vinhos brancos portugueses.

Uma das castas portuguesas mais antigas e de grande tradição. Encontra-se difundida na maioria das regiões vitivinícolas, uma vez que uma das suas características é a capacidade de adaptação a diferentes terrenos e climas. A Arinto, que na região dos Vinhos Verdes é também conhecida por Pedernã, tem na boa acidez um dos seus maiores trunfos, a que se junta uma estrutura de qualidade e um toque aveludado. O aroma frutado, sobressaindo notas minerais, de maçã verde e limão. Casta de grande nobreza, produz vinhos que evoluem muito bem em garrafa, ganhando elegância e complexidade.

Casta branca de qualidade, recomendada em grande parte da Região Demarcada de área de cultivo em grande expansão. Produtiva, dá origem a vinhos de cor intensa, palha dourada, produz mostos de aroma delicado e intenso a frutos de árvore maduros (maçã, pêra e pêssego), de sabor macio, quente e redondo. É comum  lotear a casta Trajadura com a casta Loureiro para atribuir maior grau alcoólico e melhor equilíbrio aos vinhos.

CASTAS TINTAS

Casta tinta de qualidade, recomendada em toda a Região Demarcada e, como única casta regional tintureira, expande-se por toda a Região dos Vinhos Verdes, bastante produtiva, dá origem a vinhos de cor intensa, vermelho granada, de aroma vinoso, onde se evidenciam os frutos silvestres (amora e framboesa), com sabor igualmente vinoso, encorpado e ligeiramente adstringente.

Casta tinta de qualidade, recomendada em grande parte da Região Demarcada, muito produtiva e rústica. Dá origem a vinhos de cor rubi clara a rubi, de aroma e sabor a casta e acídulos.

Casta tinta de qualidade, recomendada em toda a Região Demarcada, encontrando-se largamente disseminada. Produtiva e rústica; dá origem a vinhos de cor vermelha rubi, com aroma a casta, equilibrados, harmoniosos e saborosos.