É um caminho inesperado, inusitado até! Se está a questionar-se como é que a Adega Ponte da Barca e Arcos de Valdevez (APDBAV) viajou do Vinhão ao Sauvignon Blanc (leia-se em português “só vinhão” 😊), junte a sua curiosidade à nossa ousadia e descubra mais acerca destas duas castas, que aliam a tradição e a inovação que comandam a nossa filosofia de estar neste apaixonante mundo dos vinhos.

Desde a uva, que passa pelas mãos cuidadosas dos nossos associados, até à nódoa violeta na toalha de mesa, esta casta, genuinamente minhota, origina vinhos de cor intensa, vermelho granada, de aroma vinoso, onde se evidenciam os frutos silvestres (amora e framboesa) e gosto igualmente vinoso e encorpado.[1]

A história da APDBAV anda há muito de mão dada com o Vinhão, sendo um dos nossos produtos mais genuínos e com maior notoriedade no mercado nacional. A sua potência aromática, a acidez refrescante e a exuberância da cor, espelham a personalidade do “nosso” Vinho Verde Tinto Vinhão Premium. Este vinho encerra em si a sabedoria da produção ancestral de vinhos tradicionais, com a identidade representativa da Região onde nos encontramos.

 

 

O Espumante Vinhão Bruto representa a potencialização do vinho tranquilo, onde procuramos enaltecer a pureza aromática dos frutos silvestres, conjugada com o lado crocante em boca conferido pelas “bolhinhas” da espumantização. A gama de vinhos desta casta, tem ainda um Vinhão Reserva, dedicado aos palatos de quem aprecia vinhos mais macios e alcoólicos. Estes dois produtos são fruto da mudança, do conhecimento e da inovação; que dão vida a novos perfis para dar resposta às necessidades dos diferentes consumidores e mercados.

Nesta busca contínua e vanguardista pelo aperfeiçoamento, arriscámos lançar uma nova referência que rima com Vinhão, o Sauvignon Blanc. Uma casta mundialmente conhecida, democratizada pelos vinhos Franceses de Bordéus e do Loire e, nos últimos anos, pelos vinhos dos Chile e da Nova-Zelândia.

A Adega, orgulhosamente Cooperativa e virada para o mundo, apresenta hoje uma casta que é estranha ao seu meio: ao seu terroir; reconhecida pelo seu carácter fresco, aroma vegetal, espargos e maçã verde, mas com estrutura e persistência. Ao ser plantado na Região dos Vinhos Verdes, a casta é enriquecida com a mineralidade dos solos graníticos, a frescura e vitalidade da influência Atlântica, fazendo nascer um produto inédito e único no mundo, o SAUVIGNON BLANC APDB.

A garrafa está adornada com uma ilustração que representa o Amor entre Portugal (a origem do vinho) e a França (a origem da casta), numa viagem até aos encantos do Museu do Louvre e à carismática e envergonhada Mona Lisa.

 

Colocamos o nosso empenho na produção de todos os nossos vinhos, do mais tradicional ao mais irreverente, daquele que se destina a acompanhar um bom prato típico português, àquele que se saboreia com salpicos de piscina no copo. Queremos oferecer-lhe produtos de excelência que representem a excecionalidade do património regional e nacional que nos rodeia.

A vontade de homenagear o tradicional, através da inovação sustentável, faz parte do nosso compromisso de sempre, pois “A Origem Conta”.

 

[1] Fonte: https://viticultura.vinhoverde.pt/pt/casta-vinhao

Related Posts

Deixe uma resposta